Foto: Reuters / Stringer

Autoridades chinesas informaram que 44 pessoas já morreram vítimas da gripe aviária H7N9. Segundo relato, a última vítima foi um homem, de 61 anos, diagnosticado com o vírus em 20 de julho, quando foi transferido da província de Hebei, no Norte da China, para um hospital de Pequim, onde morreu. Na última sexta-feira (9) mais um caso de infecção por H7N9 foi confirmado na província de Guangdong, no Sul da China. O número elevou para 134 o total de pessoas infectadas com o vírus no país. O vírus H7N9 foi identificado pela primeira vez na China em fevereiro. Os especialistas, ao longo dos meses, não tinham certeza se era possível ocorrer a transmissão do vírus entre pessoas. Mas um artigo, publicado na revista British Medical Journal, revelou a existência de um caso de contágio entre duas pessoas em que ambas faleceram. Informações da Agência Brasil.