Empresa tentou furar bloqueio policial

A empresa Embrasystem, conhecida como BBom, tentou furar o bloqueio judicial de cerca de R$ 300 milhões de suas contas. Os valores estão bloqueados por suspeita de que a BBom pratique pirâmide financeira, o que é proibido no Brasil. Segundo informações divulgadas nesta terça-feira (13) pelo Ministério Público Federal (MPF), publicadas no portal Terra, a empresa usou a eposa do diretor de marketing como “laranja” para tentar sacar R$ 2,48 milhões em dinheiro. Segundo o MPF, a operação não foi realizada porque a Justiça concedeu ação cautelar para impedir a fraude. Os procuradores da República Helio Telho e Mariane Guimarães dizem em nota que “está claro que o grupo tentou organizar um esquema de contas de terceiros (laranjas) para movimentar os recursos que deveriam estar à disposição da Justiça”. A empresa não se manifestou. (Correio)