A menor contou a polícia que agrediu a filha porque ela chorava muito

Está detida na Delegacia Territorial de Jaguaquara, uma menor de 17 anos, suspeita de ter provocado a morte da filha de 56 dias, após uma série de agressões físicas, segundo informou a Polícia Civil. A adolescente confessou em depoimento que teria agredido a criança, sem intenção de matá-la, em momento de nervosismo, pois, segundo ela, o bebê chorava muito. A polícia teria sido chamada pela manhã na rua do Campo, Entroncamento de Jaguaquara, com a informação de que havia no local o corpo de uma criança. A adolescente acabou confessando as agressões. Ela disse que na noite de ontem a menina estava com muita cólica e foi levada ao médico. Mesmo tomando um remédio, ela não parava de chorar e a mãe ficou nervosa, começando a sacudir o bebê. A avó da criança também foi ouvida e contou que tentou impedir a adolescente, pedindo para ela parar, sem sucesso. O caso foi encaminhado ao Ministério Público. (Blog Marcos Frahm)