Foto: Reprodução

Com 45 profissionais oriundos de Cuba, a Bahia é o terceiro estado com maior número de médicos cubanos no programa federal Mais Médicos. Segundo dados divulgados pelo Ministério da Saúde nesta terça-feira (3), a Bahia fica atrás apenas do Pará, com 56 profissionais e Amazonas, com 61. O MS ainda divulgou que, dos 400 médicos de Cuba que chegaram na primeira etapa do acordo do governo brasileiro com a Organização Panamericana de Saúde (Opas), 364 vão atuar no Norte e Nordeste. Na região nordestina, seis vão para distritos indígenas e 201 para municípios. O acordo com a Opas prevê a chegada de quatro mil profissionais de Cuba para trabalhar nos 700 municípios que não foram escolhidos por médicos brasileiros. (Bahia Notícias)