O Tribunal Regional Eleitoral (TRE-BA) adiou, mais uma vez, o julgamento das Ações de Investigação Judicial Eleitoral (AIJE) ingressadas pela candidata derrotada nas últimas eleições, Rosana Magalhães (PTB), contra a atual prefeita, Siméia Queiroz (PSB). Nas ações, Rosana Magalhães pede a cassação do diploma e a suspensão dos direitos políticos da prefeita Siméia Queiroz por suposta compra de voto e suposto abuso de poder econômico. Rosana já sofreu duas derrotas pela Justiça Eleitoral de 1ª Instância e foi condenada a pagar R$ 20 mil por Litigância de Má Fé. A Procuradoria Regional Eleitoral (PRE-BA) já se manifestou pelo indeferimento das ações. O TRE ainda não anunciou a data que acontecerá o julgamento, que já foi adiado três vezes. (Ubatã Notícias)