Dupla teve o pedido de reconsideração de contas de 2011 negado pelo TCM

O Tribunal de Contas dos Municípios (TCM) negou, nesta terça-feira (10), um pedido de reconsideração de contas da Prefeitura Municipal de Ubatã referentes ao exercício financeiro de 2011, sob a responsabilidade dos ex-prefeitos Edson Neves (PSD) e Agilson Muniz (PCdoB). As contas haviam sido rejeitadas em maio.

O parecer do TCM apontou que Edson Neves, dentre outras irregularidades, torrou dinheiro público sem a efetiva comprovação de despesas e houve ausência de processo licitatório em diversas oportunidades. Pela traquinagem, Neves foi condenado pelo Tribunal a devolver R$ 188.247,46 aos cofres públicos.

Já Agilson Muniz exagerou com gastos com pessoal e durante a sua gestão também houve ausência de licitação em algumas oportunidades. Muniz foi condenado pelo TCM a devolver R$ 410.227,13. Em tempo, o TCM manteve a rejeição das contas por unanimidade e manteve as multas e condenações. (Ubatã Notícias)