Força Nacional está há 20 dias na região do conflito (Foto: Gilvan Martins)

Homens da Força Nacional de Segurança foram alvos de tiros disparados por índios tupinambás, no último sábado (7), quando guarnições escoltavam famílias que foram à Fazenda São Pedro para retirar os últimos pertences. As duas guarnições tiveram que retornar. O episódio não foi tornado público. Após as guarnições da Força Nacional serem recebidas à bala na região de Serra das Trempes, a missão retornou a Buerarema e somente conseguiu retornar no domingo (8) para recuperar objetos e móveis dos produtores expulsos. Desta vez, com reforço. 
 
A fazenda é a mesma onde o trabalhador rural Adailton Santos, de 50 anos, foi baleado na madrugada da última terça (3) e dias depois mataram um índio pataxó identificado como Edilson Gonçalves dos Santos. A hipótese mais provável é que ele tenha sido assassinado por um tupinambá. Apesar de ser pataxó, Edilson teria ido se abrigar na Serra das Trempes como auxílio aos tupinambás no conflito. A polícia tem o nome do suspeito do assassinato, um homem que se autodeclarou índio há pouco tempo e é filho de produtor rural. (Pimenta)