Escritório pertence a Luis Roberto Barroso

O escritório do ministro Luis Roberto Barroso, mais novo integrante do Supremo Tribunal Federal (STF), recebeu da União, sem licitação, mais de R$ 2 milhões em agosto desse ano. De acordo com informações da coluna Rodrigo Constantino, da revista Veja, a informação é verídica e foi publicada no Diário Oficial da União. No Diário Oficial consta o Extrato De Inexigibilidade de Licitação Nº 103/2013 – UASG 910809, em que aponta que os recursos foram destinados ao escritório de Barroso para prestação de consultoria jurídica “na celebração do compromisso arbitral com relação aos pleitos do CETUC no âmbito do Contrato SUP2.0.5.2000. CI de Caracterização: CI – PCJ – 396/13, de 29.07.13”, no valor global de R$ 2.050.000,00. Para o colunista, o escritório é renomado e respeitado no mercado e pode ser merecedor do valor, mas ressalva que fica uma dúvida no ar sobre a forma de contratação e momento em que ela acontece. (Bahia Notícias)