Zico é padrinho da campanha

Cerca de mil brasileiros são submetidos a amputação do pênis por ano. Segundo dados do Sistema Único de Saúde, o Brasil como um dos primeiros em número de câncer de pênis no mundo, atrás apenas da Índia e de países africanos. A mutilação é causada principalmente pela falta de higiene. Com objetivo de chamar a atenção da população masculina no país, a Sociedade Brasileira de Urologia (SBU) realizará entre os dias 26 e 29 de setembro a campanha Câncer de Pênis Zero. Segundo o urologista e coordenador da campanha na Bahia, Marcelo Brandão, o câncer de pênis é uma doença social e está ligada às condições de saúde e higiene. “Com água e sabão e os cuidados de limpeza na glande (também conhecida como cabeça do pênis) e no prepúcio (que é a pele que recobre o pênis), o câncer e as amputações poderiam ser evitados”, explica. Ele informa que, entre os circuncidados, como é o caso dos judeus nascidos em Israel, as taxas da doença são quase nulas. O ex-jogador de futebol Zico, atual técnico do Al-Gharafa (Qatar), é padrinho da campanha. (Correio)