A denúncia é da ASPRA.

A denúncia é da ASPRA.

A Associação de Policiais e Bombeiros e de seus Familiares do Estado da Bahia (Aspra) denunciou nesta segunda-feira (23), em seu site, que detentos do presídio Ariston Cardoso, em Ilhéus, no sul da Bahia, têm acesso a celulares e atualizam seus perfis nas redes sociais. De acordo com a associação, os presos de comunicam com familiares e amigos, ameaçam rivais e postam até mesmo vídeos de consumo de drogas. A Aspra informa que alguns dos prováveis detentos que utilizam as redes sociais são identificados como Neto Bastos e Carlos Roberto; além destes, outros dois bandidos, provavelmente soltos, são Pawlista Faccionário e Medeiros Santos. (Bahia Notícias)