A greve pode acontecer nas duas últimas rodadas do campeonato.

A greve pode acontecer nas duas últimas rodadas do campeonato.

A Confederação Brasileira de Futebol (CBF) foi posta na parede por um grupo de 75 jogadores de equipes das séries A e B do Campeonato Brasileiro. Os atletas pediram, ontem (terça, 24), reunião com dirigentes da entidade para discutir o calendário 2014 do futebol nacional. Em nota enviada à imprensa, o grupo, liderado por nomes como o atacante Alex (Coritiba), Rogério Ceni (São Paulo) e Juninho Pernambucano (Vasco), questiona o curto período de preparação proposto e o elevado número de jogos em sequência previsto para a próxima temporada. A reivindicação vem acompanhada de uma promessa de greve nas duas últimas rodadas do campeonato brasileiro.

O presidente da Fenapaf (Federação Nacional dos Atletas Profissionais de Futebol), Alfredo Sampaio, levará a sugestão aos clubes nos próximos dias. “É importante que os atletas saibam da força que têm. Eles precisam de consciência e coragem, senão nada vai mudar. Nós não podemos permitir que isso continue. Todos sabem que o calendário de 2014 é uma porcaria, um absurdo. Se temos todos o mesmo posicionamento, vamos mostrar força e parar durante duas rodadas”, disse em entrevista à Rádio ESPN.