O governo não descarta fazer os trechos via obra pública.

O governo não descarta fazer o trecho via obra pública.

O ministro dos Transportes, César Borges, afirmou, ontem, que o governo vai adiar para 2014 o leilão de quatro lotes de rodovias que fazem parte do Programa de Investimentos em Logística (PIL). São eles: BR-101 (BA), BR-116 (MG), BR-153 (GO/TO) e BR-262 (ES-MG). Os estudos desses lotes sofrerão ajustes e poderão ser alterados. De acordo com Borges, o governo estuda uma modelagem com subvenção para as tarifas de pedágio ou ainda parceria público-privada (PPP). O governo também não descarta fazer os trechos via obra pública. Segundo o ministro, a preocupação do governo com esses quatro trechos é com a modicidade tarifária.”Queremos que o processo seja atrativo para o setor privado e para o usuário”. (Correio)