Foto: Osvaldo Praddo/Agência O Dia/ Estadão Conteúdo

Ocupantes de um terreno e a Polícia Militar iniciaram confronto, na manhã desta sexta-feira (11), durante a reintegração de posse de um terreno pertencente à empresa de Telecomunicações Oi, no subúrbio do Rio de Janeiro. Há 12 dias, cerca de cinco mil famílias ergueram casas improvisadas no local, batizado de “Favela da Telerj”. Por volta das 5h, começou a negociação para que os moradores saíssem do prédio e os policiais entraram na área por volta das 6h para garantir a reintegração de posse. Pouco depois, residentes se reuniram atrás de um cordão de isolamento da polícia e começaram a deixar o prédio, sem reagir. Às 6h34, uma retroescavadeira começou a derrubar os primeiros barracos erguidos no terreno do prédio e, pouco depois, moradores atearam fogo em objetos dentro do prédio e o enfrentamento de alguns grupos com policiais começou. Pelo menos um policial ficou ferido depois que, segundo agentes, moradores arremessaram pedras. A polícia atirou com balas de borracha e usou spray de pimenta. Ocupantes reclamaram de violência policial na abordagem. “Uns falam para ter calma, mas tem outros que saíram batendo. Minha irmã apanhou. Estou chorando porque tenho vergonha de não ter onde morar e estar passando por essa situação”, disse Drieli Almeida. A ação da polícia cumpre decisão judicial do dia 4, que determinou a saída das pessoas que ocupam o terreno da Oi. As informações são do G1.