Wagner apresenta proposta que será analisada pela corporação (Foto Alberto Coutinho)

Wagner apresenta proposta que será analisada (Foto Alberto Coutinho)

O plano de modernização da Polícia Militar baiana terá custo de aproximadamente R$ 45 milhões anuais, segundo o governador Jaques Wagner. Ainda será definida a política de remuneração dos policiais. A proposta foi apresentada na Governadoria hoje (11) e prevê a emancipação do Corpo de Bombeiros, concessão de aposentadoria para policiais femininas com 25 anos de serviço efetivo (mudança que beneficiará também policiais civis femininas e do DPT) e novo código de ética, além de promessa de maior transparência na promoção interna. O plano também prevê melhoria no acesso à carreira com a criação de cargos de cabos, sargentos e subtenentes, mas aumenta o tempo para ascensão, de quatro para cinco anos. Para chegar à proposta de hoje, foram nove meses de trabalho e discussões reunindo governo e associações de policiais militares e bombeiros. Agora, a proposta deverá ser avaliada pelos policiais até que seja definido o plano que será enviado à Assembleia Legislativa baiana para votação. (Pimenta)