Foto: Reprodução / Facebook

A revista britânica The Economist publicou, nesta terça-feira (10), um texto no Facebook chamado “Traffic and tempers” (“trânsito e humores”, em tradução livre), que defende que “no momento em que você aterrissa no Brasil você começa a perder tempo”. Só que, curiosamente, não foram os brasileiros que reclamaram da postagem. Diversas pessoas das mais diversas partes do mundo disseram que os mesmos problemas são encontrados em seus países. “Parece quando você visita o departamento da Receita da Filadélfia [nos EUA] para pagar uma conta”, diz o americano Sam Sherman; “Há filas diárias por táxis no aeroporto Schiphol, em Amsterdã… E não é Copa do Mundo”, conta Tatyana Cade. Ryo Yagishita disse que o engarrafamento é “cena diária do trajeto em Tóquio, exatamente como esta imagem”. O holandês Roas Metten comparou ainda a cultura de seu país com a hospitalidade encontrada na sede da Copa do Mundo. “Os abraços e beijos que recebo em um mês no Brasil, não ganharia em dez anos na Europa. Então talvez as coisas aqui sejam melhores reguladas pelas leis e sistemas, mas é um inferno culturalmente e nas relações”, disse. A publicação já tem mais de 600 comentários e a maioria dos usuários, inclusive britânicos, parece não concordar com o posicionamento da revista. (Bahia Notícias)