Carros foram queimados durante ação criminosa (Foto: Divulgação)

Carros foram queimados durante ação criminosa (Foto: Divulgação)

A cidade de Amargosa vive uma noite de caos depois que um tiro em uma criança de 1 ano gerou uma onda de protestos que culminou com um grupo invadindo a delegacia na noite desta quarta-feira (16). O local foi depredado e teve fogo ateado e os 16 presos que estavam detidos foram soltos no meio da confusão, segundo informações da Polícia Militar. Segundo moradores do local, o responsável pelo tiro que atingiu a menina foi um policial durante uma operação no bairro Catiara, que fica na entrada do município. A menina chegou a ser socorrida para o Hospital Municipal de Amargosa, segundo a PM, mas morreu. Além da invasão à delegacia, carros foram queimados na cidade. Por volta das 18h, a população fez um protesto na entrada do município, impedindo entrada e saída de carros. Mas a situação logo piorou, atraindo grupos armados que vandalizaram a cidade. Um morador do município, que não quis se identificar, informou ao Correio24horas que conhece os pais da vítima e que o policial disse à família que atirou na criança acidentalmente. “Ele disse que estava procurando por um bandido e que não teve a intenção de atingir a criança. Ela foi baleada na cabeça”, conta. A menina estava no colo de um familiar quando foi atingida pelo tiro. Até o momento nenhum dos criminosos foram presos. As informações são do Correio24h.