Distribuidoras já emitiram comunicado avisando sobre aumento

Distribuidoras já emitiram comunicado avisando sobre aumento

O preço do gás de cozinha vai aumentar, em média, 10% a partir do dia 1º de setembro. Hoje, o botijão de 13 quilos, o mais usado, é vendido na região em média, por R$ 40. O produto passará a ser comercializado por até R$ 44,00, segundo revendas consultadas pelo JC. O preço do gás não é tabelado e cada revenda cobra o preço de acordo com os seus custos. O reajuste foi mais alto do que a inflação registrada nos últimos 12 meses que ficou em 6,52%, segundo o IPCA, índice que mede a inflação oficial do País. “O que provocou esse reajuste foi o comunicado das distribuidoras que vão aumentar o preço”, conta o presidente da Associação Brasileira dos Revendedores de Gás Liquefeito de Petróleo (GLP), Alexandre Borjaili. Segundo ele, os revendedores não têm condições de absorver esse aumento do custo e não repassá-lo para o consumidor. “Temos muitas despesas para entregar o produto, bancamos os veículos, os funcionários e não temos opção de comprar mais barato, porque não há concorrência de fato.” (Bahia Notícias)