Gerônimo se preparava para fugir (Foto: Divulgação)

O homem que confessou ter ateado fogo e matado um empresário em Feira de Santana, a 109 km de Salvador, foi preso nesta quarta-feira (29) em Santo Estêvão. Gerônimo Navarro da Silva Filho, 29 anos, foi preso escondido em uma casa na cidade, de onde se preparava para fugir. A polícia aguardou o fim do prazo eleitoral para efeutar a prisão. Gerônimo chegou a se apresentar para a polícia no último dia 22, quando confessou a morte do empresário Manoel Carlos Santana, 61 anos, mas não pôde ser preso na ocasião por conta da Lei Eleitoral que impede prisões preventivas ou temporárias na época das eleições. No depoimento que deu à polícia, o criminoso explicou que algemou as mãos e as pernas de Manoel antes de jogar álcool e atear fogo na vítima. O empresário ainda conseguiu se levantar e pedir socorro na rua. Testemunhas filmaram o momento em que o fogo era apagado do corpo. “Ele estava escondido em uma casa e se preparava para fugir. Hoje iniciava, após as 48 horas do período eleitoral, o período em que já poderia ser cumprido o mandado de prisão e conseguimos localizar em Santo Estevão. Ele se entregou e disse que iria procurar os advogados para fazer sua defesa. Agora ficará à disposição da Justiça. Júnior disse também que está arrependido, mas nada justifica tamanha crueldade”, declarou o delegado Ricardo Brito, coordenador Regional de Polícia, em entrevista ao site Acorda Cidade.