Levy deve deixar o Ministério da Fazenda (Foto: Agência Brasil)

Perto de sair do governo, o ministro da Fazenda, Joaquim Levy, alertou que o governo pode andar pra trás caso não consiga promover reformas nos gastos públicos. Durante café da manhã com jornalistas nesta sexta-feira (18), ele ainda elogiou o esforço da presidente Dilma Rousseff para aprovar as mudanças econômicas. “Ficar parado é o mesmo que andar para trás, não podemos ficar parados, temos de continuar as reformas”, declarou Levy. Ele ainda comentou sobre a sua provável saída do cargo e disse que tem conversado com a presidente sobre o assunto, mas não confirmou que vai deixar o posto no Ministério da Fazenda. “O meu objetivo não é criar nenhum tipo de constrangimento ao governo, mas é preciso ter clareza, quais as prioridades, e acho que qualquer caminho vai ser muito em função disso”, afirmou Levy ao ser questionado sobre o tema. Nesta quinta-feira (17), o ministro se despediu dos integrantes do Conselho Monetário Nacional (CMN) na última reunião do ano e informou que não estará no próximo encontro, no final de janeiro. (Bahia Notícias)