Delegado Alessandro Thiers foi exonerado da Polícia Civil

O delegado Alessandro Thiers, afastado das investigações do estupro coletivo contra uma adolescente no Rio de Janeiro, foi exonerado da Polícia Civil. A exoneração está publicada no boletim interno da Polícia Civil desta terça-feira (7), de acordo com a Revista Fórum. Thiers é ex-titular da Delegacia de Repressão a Crims de Informática e foi afastado do caso há dez dias, quando as advogadas da vítima apontaram postura “machista e misógina” na apuração. Depois da medida, as investigações passaram a ser conduzidas pela delegada Cristiana Bento, da Delegacia da Criança e do Adolescente Vítima (DCAV). Na última quarta-feira (1º), o promotor Homero das Neves Filho, titular da 23ª Promotoria de Investigação Penal do Ministério Público, determinou que Thiers fosse investigado por suposto crime de submeter criança ou adolescente a vexame ou constrangimento. O delito está tipificado no Estatuto da Criança e do Adolescente e tem pena prevista de seis meses a dois anos de prisão. (Bahia Notícias)