Caso ocorreu em Gravataí, Rio Grande do Sul (Foto: Divulgação)

Um idoso surdo ficou preso por 12 horas por não ouvir a ordem de uma delegada da cidade de Gravataí, na região metropolitana de Porto Alegre (RS). De acordo com o G1, o homem de 64 anos é autista e sofre de Alzheimer, e foi detido por desacato e resistência. A filha da vítima, Bárbara de Oliveira, contou que a família foi até a delegacia para registrar a tentativa de abuso sofrida pela neta do idoso, de 11 anos. Ao chegar lá, o homem errou o caminho do banheiro e entrou na sala da delegada, que ordenou que ele deixasse o local. Como é surdo, ele não ouviu a determinação. “O pai entrou na sala da delegada enganado. Ela começou a agredir ele com palavras, começou a chamar de louco e ele não ouviu ela pedir pra ele sair. Ela começou a chutar ele. E aí chamou os outros policiais e eles derrubaram ele, algemaram”, conta a filha”, contou Bárbara. Ele dormiu no Presídio Central e só foi libertado 12 horas depois, após receber um habeas corpus. A Corregedoria da Polícia Civil do Rio Grande do Sul informou que vai investigar a conduta da delegada, e o advogado da família processou o Estado, pedindo indenização. (G1)