Esposa culpa Eduardo Cunha por movimentação financeira (Foto: Divulgação)

A jornalista Cláudia Cruz, esposa do deputado federal Eduardo Cunha (PMDB-RJ), atribuiu ao marido todas as movimentações bancárias do casal no exterior. Para provar sua tese, Cláudia quer que sejam incluídos os depoimentos de sete testemunhas no exterior, todas representantes das instituições bancárias e empresas offshores responsáveis pelas contas e movimentações. De acordo com a Veja, o advogado Pierpaolo Bottini já arrolou como testemunha fática Mary Kiyonaga, assessora financeira do Banco Merryl Lynch, que ajudou nas movimentações da offshore Köpek. Chian Cindy, secretária da offshore Netherton Investmentss, que também movimento dinheiro do casal, é outra opção da defesa. A defesa da jornalista justifica que a escolha de Chian pode demonstrar a ausência de relação entre valores transferidos para a conta de Cláudia e o dinheiro que Cunha teria recebido de propina nos contratos da Petrobras com a empresa CBH. (Bahia Notícias)