Facção criminosa é suspeito de ataque à Delegacia (Foto: Divulgação)

Uma facção criminosa é suspeita de atacar à tiros a sede da delegacia de Cachoeira no domingo (11). No momento do crime havia um servidor na unidade. A motivação seria uma forma revelia contra as ações de combate ao tráfico de drogas que estão sendo realizadas por policiais civis. Presidente do Sindicato dos Policiais Civis e Servidores da Segurança (Sindpoc), Marcos Maurício afirmou que é reflete que há uma falha na segurança pública baiana. “[Há] Grupos de marginais bem armados que promovem ações articuladas e colocam o Estado de joelhos. Esse ataque evidencia a falência da Segurança Pública na Bahia”, disse. Para Marcos, as condições de trabalho precárias, o baixo efetivo policial,  a comunicação  ruim entre as instituições policiais, a falta de valorização profissional e econômica dos policiais e a ausência de uma qualificação da categoria são fatores que contribuíram para o ataque. (Bahia Notícias)