Técnico Vagner Mancini, do Vitória, é absolvido pelo TJD-BA (Vitor Villar/Correio)

O zagueiro Kanu recebeu a punição mais rigorosa no julgamento realizado nesta terça-feira (27), no Tribunal de Justiça Desportiva do Futebol da Bahia (TJD-BA), decorrente da briga generalizada e do término precoce do Ba-Vi realizado no dia 18, no Barradão. O técnico Vagner Mancini acabou absolvido e o Esporte Clube Vitória, que corria risco de exclusão do Campeonato Baiano, terminou condenado, porém apenas a pagar multa de R$ 100 mil. Os pontos do Ba-Vi, no entanto, continuam com o Bahia, declarado vencedor por 3×0. Kanu foi condenado a dez jogos de suspensão por agressão física e absolvido da denúncia por ameaça. Também por agressão, os rubro-negros Denilson, Rhayner e Yago e os tricolores Edson e Rodrigo Becão foram punidos com oito jogos de suspensão. Com as referidas penas, esses atletas ficam fora do estadual, que está a seis rodadas do término. Porém, ainda cabe recurso no pleno do TJD-BA. Já o meia Vinícius, do Bahia, foi condenado a dois jogos de punição. (Correio)