Recurso visa evitar a detenção de Lula (Foto: Divulgação)

A presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Cármen Lúcia, informou nesta quarta-feira (21) que o plenário da Corte vai julgar nesta quinta (22) o habeas corpus preventivo impetrado pela defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. O recurso visa evitar a detenção de Lula, condenado a 12 anos e 1 mês de prisão pelo Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4) por conta do caso do tríplex do Guarujá. Os advogados do ex-presidente alegam que a pena só deve ser cumprida depois que todos os recursos forem esgotados na Justiça. (Estadão)