Gedson Pereira é suspeito de tráfico e homicídios (Foto: Divulgação)

Um homem foi preso duas vezes em três dias na cidade de Luís Eduardo Magalhães, no oeste da Bahia, pelos crimes de tráfico de drogas e homicídio. De acordo com a Polícia Civil, Gedson Pereira Lopes de Jesus foi capturado primeiro, em casa, na sexta-feira (4), quando foi flagrado vendendo cocaína e maconha, após denúncias. O delegado responsável pelo caso, Joaquim Rodrigues, explica que, no sábado (5), Gedson foi solto por conta de um relaxamento de prisão, que é quando a Justiça determina a soltura do suspeito por alguma irregularidade no flagrante. Um juiz criminal de Barreiras considerou a prisão feita pela PM irregular, pois os policiais teriam invadido a casa de Gedson sem mandado de prisão. No entanto, na delegacia, a polícia verificou que Gedson já era investigado por dois homicídios ocorridos em Luís Eduardo este ano e que havia um pedido de prisão temporária contra ele. “Um crime foi em fevereiro deste ano e o outro agora no final de abril. A gente já estava investigando e ele já tinha sido identificado, mas a gente não conseguia encontrar ele de forma alguma. Essa prisão por conta do tráfico foi o que nos levou até ele. Essa prisão de domingo foi por conta dos homicídios e não pela droga, porque pelo tráfico de drogas ele estaria livre devido ao relaxamento da prisão”, explicou o delegado. Com relação aos homicídios, o delegado disse que Gedson confessou os dois casos e disse que não teve um motivo específico para matar as vítimas. Nos dois crimes ele atacou as pessoas a facadas. (G1)