Polícia conduziu comerciário e ‘clientes’ para a Delegacia (Foto: Divulgação)

Uma franquia de óculos e relógios na Praça Camacã, no centro de Itabuna, era usada pelo comerciário Rafael Diniz Novaes para a venda de drogas. A “casa caiu” nesta manhã de quarta (16), quando policiais militares desconfiaram de dois jovens que estacionaram a moto em local proibido e entraram na loja. Os PMs surpreenderam Rafael vendendo droga a Caíque Santos e um menor. O comerciário assumiu que a droga era dele, enquanto os outros dois jovens admitiram que estavam no local para comprá-la. Os três foram encaminhados para o Complexo Policial de Itabuna. (Pimenta)