Um dos suspeitos de assassinato de sargento morre em confronto

Morreu nesta quarta-feira (16) um dos suspeitos de fazer parte do bando que atirou no sargento da reserva Lúcio Soares dos Santos, de 58 anos, na sexta-feira passada,numa fazenda que fica a cerca de 10 quilômetros do centro da Coaraci (lembrar). Sidny Miranda dos Santos, o “Pajé”, de 22 anos, foi baleado após resistir à prisão e trocar tiros com policiais militares no centro da cidade. O acusado ainda chegou a ser levado para o Hospital Geral de Coaraci, mas não resistiu aos ferimentos. De acordo com a polícia, Sidny Miranda estava foragido desde o assassinato de Lúcio Soares.A titular da delegacia Territorial de Coaraci, Ana Cristina Bastos, informou nesta quarta que sua equipe continua mobilizada para tentar prender os outros três suspeitos de participação no homicídio do policial aposentado. Um menor  suspeito de participar do bando foi apreendido, ouvido e liberado.  Segundo a delegada Ana Cristina Bastos, o sargento foi assassinado ao pedir para que os criminosos levantassem as camisas durante uma tentativa de abordagem. Um dos homens fez vários disparos, sem que a vítima tivesse tempo para reagir. Lúcio Soares chegou a ser socorrido, mas faleceu a caminho do Hospital de Coaraci. Lúcio Soares chegou à fazenda com os filhos e flagrou, ao menos, cinco criminosos com drogas. O sargento aposentado da PM suspeitava que os homens eram autores de arrombamento em propriedades rurais  de Coaraci. (Pimenta)