Corregedor Nacional de Justiça, ministro João Otávio de Noronha

O corregedor nacional de Justiça, ministro João Otávio de Noronha, deu sinais de que vai instaurar pedidos de providências contra todos os magistrados envolvidos na “guerra de liminares” sobre a soltura do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, no domingo (8).  De acordo com a coluna Painel, do jornal Folha de S. Paulo, pelo que Noronha indicou, até o presidente do TRF-4, Thompson Flores, seria provocado a se manifestar. Em privado, o corregedor fez duras críticas à atuação dos juízes que se posicionaram no domingo. (Bahia Notícias)