Jackson tinha 18 anos e estudava no CEI (Foto: Reprodução/Redes Sociais)

A Polícia Civil prendeu no final da tarde dessa sexta-feira (20) dois jovens acusados de matar o estudante de 18 anos, Jackson Silva de Jesus, assassinado na noite da última quarta-feira (18) na Rua Amâncio Félix (ver aqui). O delegado titular da Delegacia Territorial de Ipiaú – Dr. Rodrigo Fernando – deu detalhes da investigação. “Após diligências realizadas pela Polícia Civil, foi levantado a informação que Jackson, teria, no ano de 2017, participado de um homicídio, o qual teve como vítima a pessoa de Álefe. Jackson era integrante da facção criminosa ‘Tudo2’ e teve sua vida ceifada em virtude da disputa pelo comando do tráfico na cidade de Ipiaú”, relatou o delegado, através de informativo divulgado a imprensa. 

‘Dhé’ e ‘Boin’ são acusados de homicídio (Foto: Divulgação)

Conforme as investigações, o autor do homicídio foi Lázaro Souza Mendes, apelidado de “Dhé”. Ainda de acordo com a polícia, ele contou com a ajuda do comparsa identificado como Cláudio Luiz Souza Silva, vulgo “Boin”. Os dois foram presos pela equipe do Serviço de Investigação  (SI) da Polícia Civil. Conforme informou o delegado, ambos confessaram o crime. A dupla está custodiada no Complexo Polícia de Ipiaú e deve ser transferida para o Conjunto Penal de Jequié. Os pedidos de prisão preventiva de Lázaro e Cláudio foram atendidos pelo Ministério Público, mesmo após o horário de expediante. “Mesmo passado das 18h, o Poder Judiciário e o Ministério Público atenderam e deferiram, de pronto, o pedido de prisão preventiva em desfavor dos acusados, o que demonstra entrosamento entre a Polícia  Judiciária, Ministério Público e Poder Judiciário com o intuito de combater a criminalidade na cidade de Ipiaú”, comentou o delegado Rodrigo Fernando. (Giro Ipiaú)