Estilista Mar Ramos morava em Itabuna há 15 anos (Foto: Redes Sociais)

O estilista Mar Ramos, de 51 anos, que foi encontrado morto após uma discussão com o companheiro (lembrar), na cidade de Itabuna, no sul da Bahia, teve alguns pertences, como roupas de marca, celular e anel de formatura, furtados, segundo informações da Polícia Civil. O caso ocorreu na manhã desta quarta-feira (8). O corpo do estilista foi encontrado pela empregada doméstica que trabalha na casa dele. O companheiro da vítima, que não teve a identidade divulgada, é suspeito do crime. O homem morava com o estilista há cerca de 15 dias. Ele é procurado pela polícia. “Ele conheceu esse rapaz na internet, através de redes sociais. E, há cerca de 15 dias, essa pessoa estaria realmente morando com ele. E a motivação do crime possivelmente foi o fato desse rapaz ter subtraído o cartão de crédito dele e feito algumas compras. E alguns objetos da casa também foram subtraídos”, contou a delegada Magda Figueiredo. O corpo de Mar Ramos foi achado na cama dele, com sinais de agressões no rosto e em outras partes da cabeça, além das mãos. Uma pá de pedreiro ensanguentada estava ao lado do cadáver. Uma perícia deve determinar se a ferramenta foi usada no crime. “O corpo foi periciado pelos peritos do DPT [Departamento de Polícia Técnica] e, segundo a informação que nós obtivemos, o corpo apresentava posição de defesa”, contou a delegada. Mar Ramos morava em Itabuna há mais de 15 anos. Na casa onde ele foi achado morto também funcionava o ateliê do estilista. Ele atuava como consultor e produtor de moda em Itabuna e outras cidades do sul do estado. O estilista tinha mais de 30 anos de carreira. Mar Ramos é velado na noite desta quarta, em uma funerária de Itabuna. O estilista deve ser enterrado na manhã da quinta-feira (9), no Cemitério Campo Santo, na cidade. (G1)