Garota teve queimadura grave na mão provocada pela própria mãe (Foto: TV Bahia)

Uma menina de oito anos está internada no Hospital Geral do Estado (HGE), em Salvador, por conta de uma queimadura de terceiro grau em uma das mãos. De acordo com a polícia, a suspeita é de que a criança foi queimada pela mãe, no dia 2 de outubro. O Conselho Tutelar e a Polícia Civil ficaram cientes do caso após a professora da vítima fazer uma denúncia. Segundo o Conselho, a criança passou cinco dias sem ir para escola. Quando retornou às aulas, a professora percebeu hematomas e o ferimento na mão dela, entrou em contato com o Conselho Tutelar. A garota, que mora na capital baiana com a mãe e o companheiro dela, relatou ao Conselho que mexeu na geladeira de casa e que, por isso, apanhou do padrasto. Em seguida, a mãe cozinhou um ovo e assim que tirou do fogo colocou na mão dela. Os médicos que estão acompanhando a menina no HGE avaliam se será necessário fazer um enxerto, que é uma cirurgia para retirar músculo de uma parte do corpo e colocar na outra, que está ferida. O estado de saúde da criança é estável. O caso dessa criança é um dos que estão registrados na Delegacia Especializada de Repressão a Crimes contra Crianças e Adolescentes (Dercca), em Salvador. Este ano, até setembro, foram registradas 665 ocorrências só de violência, quase 74 por mês, sem contar com os casos de abuso sexual. (G1)