Ausência de chuvas preocupa produtores de cacau (Foto: Divulgação)

A ausência de chuvas desde o início de janeiro, traz preocupações para os produtores de cacau situados na maioria das zonas de produção de cacau da Bahia. O calor intenso provocado por elevadas temperaturas, vem prejudicando o desenvolvimento natural da safra. Nesse momento as lavouras encontram-se em formação e necessitam de umidade para projetar o crescimento dos frutos. Segundo alguns agricultores, as plantas deverão suportar o sol intenso no máximo por mais quinze dias. A maioria dos órgãos de previsão do tempo, apontam baixa probabilidade de chuvas para o restante do mês de fevereiro corrente. As áreas mais afetadas estão situadas ao centro e ao oeste da zona cacaueira baiana. As fazendas próximas ao litoral e ao norte, estão sendo beneficiadas com maior incidência pluviométrica, porém apresentando registros abaixo da média. (Mercado do Cacau)