Isaque tem diversas passagens pela Polícia em Ubatã (Foto: Divulgação)

O coordenador regional da Polícia Civil em Itabuna, delegado André Aragão, informou que aguarda a conclusão dos exames para saber se Davi Luís Santos de Jesus, de 5 anos, sofreu violência sexual antes de ser morto. O padrasto Isaac Vieira Lemos, de 28 anos, confessou a morte do menino (lembrar), segundo a polícia. Conforme o delegado, Isaque Vieira contou que misturou bebida alcoólica com cocaína antes de seguir para casa e assassinar Davi Luís. “Ele narrou como tudo aconteceu, mas não indicou como cometeu um ato tão insano como esse”, afirmou o policial. Isaque tem uma longa ficha criminal e diversas passagens pela Polícia em Ubatã sob a acusação de furto, roubo, assalto, tráfico e tentativa de homicídio. O acusado cumpriu pena de 05 anos no Presídio de Itabuna. Em depoimento à Polícia, a mãe da criança afirmou que morava com o acusado há cerca de 08 meses e disse, em depoimento, não ter ouvido gritos da criança e tampouco presenciou o momento em que o companheiro teria praticado o crime. O Departamento de Polícia Técnica (DPT) deve liberar o corpo da criança nas próximas horas. A criança, cujos familiares residem no bairro 31 de Março, será sepultada em Ubatã na manhã desta quinta-feira (13). (Ubatã Notícias)