Ubatense confessou que matou enteado de apenas 5 anos

O menino de 5 anos que foi morto pelo padrasto (lembrar) foi enterrado na manhã desta quinta-feira (13), em Ubatã. O garoto foi agredido com socos e pontapés e, em seguida, asfixiado. O corpo de David Luiz Santos de Jesus foi enterrado sob forte comoção de familiares e de amigos no Cemitério Municipal de Ubatã, cidade em que os parentes da mãe dele moram. O assassinato ocorreu na madrugada de quarta-feira (12), dentro da casa onde o menino morava com o padrasto Isac Vieira Lemos, de 28 anos, e a mãe Laiane de Jesus Santos, de 24 anos, no bairro Pedro Gerônimo. Segundo informações da polícia, o suspeito confessou o crime em depoimento à polícia e foi preso na quarta-feira. Ainda segundo a polícia, inicialmente, Isac Vieira negou que tivesse matado o enteado, mas acabou entrando em contradição e revelou o crime.

Isaque tem diversas passagens pela Polícia (Foto: Divulgação)

A polícia informou que o Isac Vieira disse em depoimento que estava sob efeitos de drogas e álcool. O suspeito também contou que estava dormindo e, quando acordou, foi no quarto e matou o menino. De acordo com a polícia, Laiane de Jesus estava no imóvel no momento do assassinato, mas contou, em depoimento, que estava dormindo e não viu o que aconteceu. Vizinhos contaram que se assustaram quando a mãe do menino saiu de casa e começou a correr pela rua onde mora pedindo ajuda, por volta das 9h. Logo em seguida, o menino foi encontrado morto dentro do imóvel. O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foi acionado e chegou a enviar uma equipe ao local, mas não teve como ajudar Davi Luiz. O corpo da criança foi encaminhado para o Instituto Médico Legal (IML) de Itabuna. Isac Vieira Lemos foi encaminhado para o sistema prisional de Itabuna. (Ubatã Notícias)