O ubatense Lucas Oliveira, formado em Zootecnica e funcionário de um grande frigorífico de Vitória da Conquista, foi um dos entrevistados do Globo Rural sobre a retomada da criação de gado na região após seca matar 160 mil cabeças, 25% do rebanho há 4 anos. A reportagem, exibida em todo o país pela Rede Globo, abordou como produtores buscaram novas formas de manejo e de alimentação para garantir renda e emprego na região. O trabalho de recuperação vem como resposta a um dos períodos mais críticos da pecuária na região.

Lucas Oliveira é Zootecnista e funcionário de Frigorífico (Foto: Divulgação)

“Antes, a gente abatia em torno de 25% a 30% [dos animais] de fêmea, o restante de boi. Hoje, a gente chega a abater 55% de fêmea”, relata Lucas Oliveira. O ubatense diz que esse perfil de mercado está atrelado também a uma preferência do consumidor da região.”A novilha tem uma qualidade de carne superior a do boi. A novilha acima de 15 arrobas dá uma cobertura de gordura que o consumidor hoje está adorando. Não se via isso de 2015 para trás”, conta o comprador. *Leia matéria completa clicando aqui. (Ubatã Notícias)