Imagem: Celso Pupo/Fotoarena/Estadão Conteúdo

A Polícia Civil chegou por volta das 8h de hoje ao Hospital Badim, no Maracanã, zona norte do Rio, para realizar a perícia após o incêndio de grandes proporções que atingiu o local ontem. Mais cedo, o Corpo de Bombeiros confirmou a morte de dez pessoas na tragédia. Não há informação sobre a identidade das vítimas. A assessoria de imprensa do hospital informou apenas que não há relato de funcionários entre as pessoas mortas, mas oficialmente não há a confirmação de que eram todos paciente ou familiares. Na madruga de hoje a Defesa Civil chegou a falar em 11 mortos, segundo o canal GloboNews, mas a informação não foi confirmada pelos Bombeiros. O hospital disse que espera o fim da perícia para se pronunciar. Os corpos dos mortos foram levados para o Instituto Médico Legal, no centro da cidade. Cerca de 90 pacientes que estavam na unidade no momento do início das chamas precisaram ser transferidos para outras unidades para hospitais da região. Para o Hospital Quinta D’Or, unidade de saúde a dois quilômetros distância do Badim, foram transferidos ao menos 30 pacientes. Em nota, o Hospital Badim informou que familiares de pacientes e funcionários envolvidos no episódio foram atendidos por uma equipe de apoio, que inclui assistente social. Continue lendo