Campanha de Vacinação começou essa semana (Foto: Marina Silva/ Correio )

O número de casos de sarampo confirmados na Bahia voltou a crescer. A informação foi divulgada pela Secretaria da Saúde do Estado (Sesab) e aponta 11 novos pacientes com a doença no estado. Santo Amaro é a cidade com o maior número de infectados, e Salvador tem um caso importado registrado. Cinco novos casos de sarampo foram confirmados nos municípios de Santo Amaro, três em Gandu, um em Ituberá, um em Andorinha e outro no município de Palmeiras. A investigação epidemiológica concluiu que os casos registrados em Gandu e Ituberá estão associados ao surto de Santo Amaro. Em nota, a Sesab informou que, com estes novos casos, até essa quarta-feira (9), foram contabilizados 20 casos de sarampo em residentes na Bahia, sendo 12 em Santo Amaro, 3 em Gandu, 1 em Ituberá (estes relacionados ao surto em Santo Amaro), 1 em Andorinha (importado de São Paulo), 1 em Jacobina, 1 em Palmeiras e 1 em Salvador (estes dois últimos importados da Europa).  Até o dia 5 de outubro, foram notificados na Bahia 509 casos suspeitos de sarampo, sendo 263 descartados e 20 confirmados. Os demais permanecem em investigação.

Vacinação 

Na segunda-feira (7), começou a Campanha Nacional de Vacinação contra a doença. Até a semana passada, um terço da população baiana com menos de 50 anos ainda não estava imunizada contra a doença. De acordo com informações da Coordenação de Imunização da Sesab, até setembro, a cobertura vacinal na Bahia contra o sarampo nessa faixa etária era de 66%. Ou seja, 34% do público que tem direito a se vacinar na rede pública não estava imunizado. Continue lendo