Foto: Marcelo Regua/Agência O Globo

O Procon-SP divulgou orientação para que os torcedores prejudicados pela alteração no local da final da Copa Libertadores sejam ressarcidos ou amparados pela Conmebol, a Confederação Sul-Americana de Futebol, responsável pela organização do evento. Agendada para 23 de novembro, a partida entre o time brasileiro Flamengo e o clube argentino River Plate foi transferida de Santiago, no Chile, para Lima, no Peru, graças aos protestos populares que tomaram a capital chilena nos últimos dois meses contra o governo local. Segundo a entidade vinculada à Secretaria da Justiça e Cidadania do governo estadual paulista, a entidade tem responsabilidade “ainda que a alteração tenha ocorrido por motivo de força maior e a Conmebol não tenha culpa pelos motivos”. Reverberando notícias divulgadas hoje, a entidade lembra que a própria Conmebol e o Flamengo disseram que os torcedores que já compraram ingressos terão preferência para o jogo em Lima ou terão o dinheiro devolvido. Mas o Procon-SP ressalta que “as empresas devem compor um acordo com os consumidores sobre as passagens e hospedagens”. A entidade recebe reclamações pela área “Espaço Consumidor” em seu site.