A ausência do governador Rui Costa (PT) na posse do novo presidente do PT baiano, Éden Valadares, chamou a atenção. Mas ele explica que apenas decidiu descansar após ter sofrido uma queda de pressão com o calor que fazia em Jequié, onde participava de um evento, na última sexta-feira (6) (veja aqui). “Eu decidi descansar sábado e domingo pra poder recuperar as energias e tocar essa semana que vai ser corrida”, explica Rui em entrevista ao Bahia Notícias na manhã desta segunda (9). A declaração foi dada durante o evento para assinatura da ordem de serviço do Tramo 3 do metrô. Após esse evento, ele vai receber o ministro Dias Toffoli, presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), para assinar uma parceria. Com isso, o governador ressalta que foi representado pelo senador Jaques Wagner (PT) na posse de Éden. O novo presidente da sigla na Bahia foi assessor do parlamentar. “Entre tantas opiniões em comum, eu e Wagner temos essa de que é preciso o PT fazer uma renovação no quadro de políticos no Brasil inteiro. Essa coisa geracional é importante. Evidente que outras não precisam ser descartadas, mas nós precisamos abrir espaço pra geração de 30, 40, 20 anos entrar”, defende. Éden foi eleito com 230 votos em meados de outubro (saiba mais aqui).