Foram apreendidos um jaleco, receitas, um carimbo e outros equipamentos

Uma mulher foi presa por exercício ilegal da medicina e falsidade ideológica na cidade de Contendas do Sincorá, no sudoeste da Bahia, na sexta-feira (13). De acordo com a Polícia Civil, a suspeita atuava há 4 meses no município. A mulher havia cursado medicina na Bolívia, mas exercia a profissão sem autorização. A suspeita foi identificada como Karlanny Costa Moreira. A polícia chegou até ela depois de receber denúncias. Com a mulher, foram apreendidos um jaleco, receitas, um carimbo e outros equipamentos. “Ela confessou que pegou um número de CRM de forma aleatória e passou a utilizar se apresentando como médica”, explicou o delegado Leonardo Souza Soares, que investiga o caso. Após a ação, a suspeita foi encaminhada para o sistema prisional. (G1)