Poupança deve render menos que a inflação neste ano (Foto: Divulgação)

Três homens suspeitos de roubarem 308 celulares em um loja de eletrodomésticos morreram durante um confronto com policiais militares, na tarde deste domingo (12), na cidade de Luís Eduardo Magalhães, no oeste da Bahia. Conforme o delegado Rivaldo Luz, coordenador de polícia da região, policiais da Cipe Cerrado e da 85ª Companhia Independente da Polícia Militar (CIPM/Luís Eduardo Magalhães) foram acionados após a denúncia de que três suspeitos de roubarem uma loja da região no sábado (11) estavam escondidos em uma pousada no bairro Florais Léa.   Para o investidor tradicional, este é o momento de buscar alternativas que pelo menos assegurem que o dinheiro não perderá para a inflação. A migração para outras aplicações, no entanto, exige cuidado. O investidor precisa estar atento ao prazo em que quer deixar o dinheiro parado, à cobrança de impostos e a eventuais taxas de administração para não sair perdendo. Apesar de ser isenta de tributos e permitir saques imediatos, a poupança rende 70% da taxa Selic, juros básicos da economia hoje em 4,5% ao ano. Em contrapartida, os fundos e a maior parte das aplicações em renda fixa pagam tributos e nem sempre têm resgate imediato. O investidor corre o risco de perder dinheiro se sacar antes do vencimento. Segundo o professor de finanças do Ibmec Gilberto Braga, os fundos de investimento representam uma das melhores opções para o investidor iniciante. Isso porque a maioria dos fundos permite resgatar o dinheiro sem espera, como na poupança. Ele, no entanto, lembra ao investidor que deve prestar atenção no prazo de resgate e na finalidade do dinheiro. (Pimenta)