Presidente Bolsonaro e ministro da Economia, Paulo Guedes – Reuters/Ueslei Marcelino

O presidente Jair Bolsonaro afirmou nesta terça-feira, após reunião com o ministro Paulo Guedes no Ministério da Economia, que será editada uma medida provisória para elevar o valor do novo salário mínimo a 1.045 reais, do patamar fixado anteriormente de 1.039 reais. Segundo o presidente, o reajuste tem por objetivo recompor a inflação do ano passado. A alta anterior era de 4,1% e levou em conta projeção para inflação de dezembro, que ainda não havia sido fechada. O resultado efetivo do Índice Nacional de Preços ao Mercado (INPC) de 2019, contudo, foi de 4,48%. O índice serve como base para correção do salário mínimo. “Nós tivemos uma inflação atípica em dezembro, nunca foi tão alta assim, basicamente pelo preço da carne. Tínhamos que fazer com que o valor do salário mínimo fosse mantido. Então, ele passa via medida provisória de 1.039 (reais) para 1.045 (reais) no dia 1° de fevereiro”, disse Bolsonaro. Leia mais no Reuters