Ministro da Educação, Abraham Weintraub (Foto: Divulgação)

O ministro da Educação, Abraham Weintraub, afirmou ontem (5) que “Paulo Freire e kit gay não têm vez no MEC”. A declaração foi dada por meio da conta oficial do ministro no Twitter, enquanto ele divulgava uma amostra do material feita pelo pelo secretário de Alfabetização, Carlos Nadalim. O ministro da Educação, Abraham Weintraub, afirmou nesta quinta-feira (5) que “Paulo Freire e kit gay não têm vez no MEC”. A declaração foi dada por meio da conta oficial do ministro no Twitter, enquanto ele divulgava uma amostra do material feita pelo pelo secretário de Alfabetização, Carlos Nadalim. “Paulo Freire e kit gay não têm vez no MEC do Pres. Jair Bolsonaro. Vejam uma amostra do formato/conteúdo do material que o professor Carlos Nadalim preparou para as crianças. Querem saber mais? Sigam o prof. Carlos Nadalim, o novo rosto (e o primeiro sorriso) do ensino no Brasil”, escreveu Weintraub. Bolsonaro e seus apoiadores chamam de “kit gay” o material batizado de “Escola sem Homofobia”, que chegou a ser discutido dentro do Ministério da Educação (MEC) em 2011, mas que teve produção e distribuição vetadas pela então presidente da República, Dilma Rousseff. Leia mais