Prefeito Cézar de Adério (PP) (Foto: Reprodução/Facebook)

O prefeito de Milagres, Cézar de Adério (PP), é acusado de ameaçar de morte um pré-candidato a vereador do município, Jeferson Andrade (PT), conhecido como Jefinho. Em vídeo publicado nas redes sociais pela vítima, é possível ouvir um homem dizer que vai arrancar a cabeça do petista – e também um disparo de arma de fogo. Segundo Jeferson, a voz é do prefeito, enquanto o tiro teria partido de um dos seguranças do gestor. O caso aconteceu na noite deste sábado, por volta das 22h. Procurada pelo Bahia Notícias, a 3ª Companhia Independente da Polícia Militar (Milagres) confirmou ter atendido a ocorrência após ser acionada pelo pré-candidato e informou que identificou suspeitos envolvidos no episódio, sem citar nomes. A reportagem não conseguiu localizar Cézar para comentar a situação. Mas, em postagem neste domingo (26) no Facebook, ele escreveu que “o trabalho vence tudo” e que está “blindado por Deus e incansável na missão de servir ao nosso povo”. Ao site, Jeferson contou que estava em casa com a esposa, de nome Jerusa, no Centro do município, quando seguranças do prefeito começaram a soltar bombas, depois de inauguração realizada no bairro. O pré-candidato, então, enviou áudios pelo WhatsApp, solicitando que Adério tomasse providências contra o que chamou de vandalismo. Em seguida, o gestor apareceu na frente da residência, acompanhado dos homens. *Ler mais.