Secretário de saúde de Ilhéus, Geraldo Magela, tem bens bloqueados (Foto: Secom)

A Justiça da Bahia determinou liminar bloqueando os bens do secretário de Saúde de Ilhéus, cidade do sul da Bahia, em ação impetrada por uma idosa de 73 anos, que relatou ter vendido uma casa a Geraldo Magela, mas que ele não pagou parte do valor. A liminar foi expedida pelo juiz Júlio Gonçalves da Silva Júnior, em 13 de julho. O G1 tentou falar com o secretário por telefone e mensagens de texto, mas não conseguiu contato. De acordo com a advogada Lara Kauark, que defende a aposentada Clarice de Cunto, a venda do imóvel localizado no distrito de Olivença ocorreu em 2013. “Ela morava em uma casa em Olivença. Ele manifestou interesse em comprar, e ela quis vender. Fizeram acordo de compra e venda, foi vendido, mas o valor inicial que ele tinha que pagar, ele não pagou”, falou a advogada. Segundo ela, o secretário deixou de pagar valor de R$ 70 mil, refente à entrada da compra. O restante da transação foi financiado. A advogada relata, entretanto, que a idosa ainda pagou, a pedido do secretário, algumas parcelas do financiamento e outras dívidas dele. Isso porque, de acordo com a Lara Kauark, o secretário dizia que precisava quitar essa dívidas para conseguir fazer empréstimos e pagar o valor que devia à idosa. *Ler mais.