Foto – Divulgação/PRF

Policiais rodoviários federais realizavam fiscalização de combate ao crime na frente da Unidade Operacional da PRF de Vitória da Conquista (BA), no Km 830 da BR 116, e abordaram um ônibus de transporte de passageiros. Ao subirem no veículo, os PRFs solicitaram os documentos dos ocupantes para consulta detalhada nos sistemas informatizados da polícia e perceberam um nervosismo incomum em um dos passageiros. Notava-se um certo desconforto com a abordagem policial e ele tentando enganar a polícia entregou carteira de identidade falsa, pois estava com a foto do suspeito, porém com o nome de uma outra pessoa. Após alguns minutos da entrevista, o homem de 29 anos, confessou que usava a documentação falsa, pois temia por sua vida, em razão de condenação por crime de homicídio. Relatou que cumpriu 9 (nove) meses de reclusão no presídio e recebeu o benefício de saída, condicionada ao uso obrigatório da tornozeleira eletrônica, mas, por medo de morrer resolveu ‘arrancar’ o equipamento e fugir. Leia mais