Médico oncologista, cientista e escritor, Drauzio Varella (Foto: Divulgação)

Médico oncologista, cientista e escritor, Drauzio Varella elogiou nesta quarta-feira (9) o trabalho coordenado da prefeitura de Salvador e do governo do estado no combate ao coronavírus. Para o médico, a Bahia deu um exemplo com a união e orientações conjuntas determinadas pelo governador Rui Costa (PT) e o prefeito ACM Neto (DEM) na crise de saúde. “Dois gestores de partidos rivais na disputa por votos se uniram e deram uma mensagem clara à população”, elogiou o médico em entrevista ao Isso é Bahia, de A Tarde FM e Bahia Notícias. O médico também analisou a posição do governo federal e os possíveis impactos de falas do presidente Jair Bolsonaro na pandemia: “O fundamental nesses casos é ter uma coordenação central para que as medidas de proteção sejam tomadas de forma uniforme no país inteiro. Não podemos ter um lugar que fala contra o isolamento, outro contra a máscara. A orientação tem que ser única no país inteiro para não haver contradições. No Brasil, as contradições se estabeleceram logo de cara com o governo federal pregando contra o isolamento e a máscaras. Esse choque confundiu a população brasileira”. As contradições em orientações, segundo o médico, geraram um padrão de pandemia diferente no país. “Nos países europeus, tivemos um pico da doença e depois uma queda rápida do número de casos. No Brasil, nós chegamos no pico e estabelecemos um platô com cerca de mil mortes por dia. Vivemos uma epidemia com alto grau de transmissão depois de seis meses que ela começou no país”, relatou. *Ler mais.