Armas foram encontradas enterradas em um sítio (Foto: Divulgação)

Um arsenal utilizado por uma facção em crimes como roubo a banco e explosão de carro forte foi apreendido em uma operação coordenada entre Polícia Militar e Polícia Federal, na manhã deste domingo (13), na zona rural de Belmonte. As armas foram encontradas enterradas em um sítio, onde, no fim de julho, quatro líderes da organização criminosa MPA foram mortos, também em operação conjunta da PM e da PF. Na ocasião, foi apreendido armamento pesado, como fuzis AK-47. Na ação deste domingo, os policiais apreenderam uma metralhadora calibre .50, quatro, fuzis calibre 556mm, uma submetralhadora 9mm, 563 munições calibre 5.56, quase 100 munições calibre 7.62, 45 munições calibre .45, 11 carregadores para munição 5.56, um carregador de polímero para munição 7.62, três carregadores para 9mm e quatro coletes balísticos nível IV. O 8º Batalhão de Polícia Militar destacou que a metralhadora calibre. 50 possui um enorme poder de fogo, sendo capaz de perfurar blindagens e até mesmo abater aeronaves. A arma, geralmente, é utilizado por organizações criminosas em roubos de maiores proporções, a exemplo de carros fortes. Ainda conforme o 8º BPM, a apreensão deste domingo é mais um desdobramento das ações coordenadas que vem sendo desenvolvidas pela Polícia Militar, em conjunto com a Delegacia de Polícia Federal em Porto Seguro, com o objetivo de desarticular uma organização criminosa que tem origem na cidade de Porto Seguro. No último dia 04 setembro, a PM aprendeu R$ 740 mil e mais de 180 quilos de drogas pertencentes a mesma organização. (Radar 64)