Jair Tércio é suspeito de abusar sexualmente de 14 mulheres (Foto:  Fantástico)

O Ministério Público do Estado da Bahia (MP-BA), deflagrada nesta quinta-feira (17), cumpre mandados de busca e apreensão e visa prender o líder religioso Jair Tércio Cunha Costa, de 63 anos, denunciado por violência de gênero. A ação, chamada “Fariseu”, também cumpre mandados de busca e apreensão em endereços ligados a ele. Segundo informações do MP-BA, o “guru espiritual” foi denunciado por violação sexual mediante fraude e relação sexual com menor de 14 anos, que configura o crime de estupro. O líder religioso não foi localizado até a última atualização desta reportagem. “Nos ofereceram dois possíveis endereços que ele poderia ter o domicílio e hoje pela manhã, com a autorização da Justiça, nós fomos até lá. Foram feitas algumas diligências nos dois locais e ele não foi encontrado”, disse a promotora de justiça, diretora do Grupo Especial de Defesa da Mulher do MP-BA, Sara Gomes. A operação tem a participação dos Grupos de Atuação Especial de Combate às Organizações Criminosas (Gaeco) e de Defesa da Mulher e da População LGBT (Gedem) do MP, e da Secretaria de Segurança Pública e Polícia Civil, por meio do Departamento de Polícia Metropolitana (Depom) e da Delegacia de Atendimento à Mulher (Deam).